Pular para o conteúdo principal

Enfermagem + Idosos = Cuidados


A atuação de enfermeiros junto ao idoso deve estar centrada na educação para a saúde, no “cuidar”, tendo como base o conhecimento do processo de senilidade. Estar em atento ao retorno das possíveis atividades do idoso e de sua capacidade funcional. O objetivo primordial dos enfermeiros é atentar às necessidades básicas, à dependência e ao bem-estar do idoso. Tal colocação tem como base a assistência de enfermagem tanto na saúde quanto na doença.
Todos os profissionais envolvidos neste trabalho de ajuda ao idoso devem atuar, também, junto a seus familiares, apoiando-os nas decisões, ajudando-os a aceitar as alterações físicas advindas de doenças próprias da idade.


Pois , o idoso pode apresentar vários problemas que levam ao comprometimento da sua reabilitação tais como: Desânimo, depressão, crise de choro e idéia de suicídio, muitas vezes observados durante a consulta de enfermagem. É de extrema importância os enfermeiros, nessas situações, serem sensíveis para detectar tais problemas, interagindo com o idoso, a família e demais membros da equipe.

O cuidador é de fundamental importância na concretização de um programa de Assistência Domiciliar, pois representa o elo entre o idoso, a família e a equipe interprofissional. Os membros da família são, na maioria dos casos, os responsáveis pela escolha do cuidador.
É necessário que este tenha responsabilidade para detectar sensações que o idoso não expressa, a saber:Frio, Calor, Fome, Desconforto, Dor, etc.
Além disso, cabe ao cuidador dar atenção, passar tranqüilidade, e proporcionar o melhor para o paciente, com calma e segurança. O cuidador deverá tratá-lo com amor, carinho,respeito, paciência e chamá-lo pelo nome. Isso fortalece a empatia entre idoso e cuidador.
O cuidador é “gente que cuida de gente”, como afirmou a saudosa enfermeira brasileira Wanda Horta, cuja vida pessoal e profissional foi marcada por notável sensibilidade humana.

Para a enfermagem, o cuidar é um processo dinâmico e depende da interação, do respeito e de ações planejadas a partir do conhecimento da realidade do idoso e de sua família.
Assim sendo, enquanto cliente da Enfermagem, o processo de cuidar da pessoa idosa também considera os aspectos biopsicossociais e espirituais vivenciados pelo idoso e pela família.
O cuidado da saúde de pessoas idosas envolve metas como: promoção de uma vida saudável no que diz respeito às suas limitações e incapacidades; trabalho com o idoso e sua participação no contexto como um todo.

Resumindo, cuidado significa desvelo, zelo, atenção, bom trato.Assim, o ato de cuidar pode ser entendido como uma atitude constante de ocupação, preocupação, responsabilidade e envolvimento com o semelhante.
Somem-se os valores de solidariedade,respeito, afeto e compaixão. Isso só pode ocorrer com uma dinâmica terapêutica do profissional com o idoso e seus familiares.
Fonte: Marilene Gervasio Silva.

Comentários

Seu texto me deixou com uma dúvida: quando vc diz que a profissão que escolheu é enfermagem, está falando da profissão de auxiliar de enfermagem, da profissão de técnico de enfermagem ou da profissão de enfermeiro? Pq são 3 profissões distintas, concorda?
as tres qualificaçoes tem a mesma finalidade , ou seja tem um papel prioritario no apoio ao paciente , ter um compromisso assumido com a profissao .
Renanandrade disse…
Pra mim fazer um curso de cuidar de idoso,preciso fazer enfermagem

Postagens mais visitadas deste blog

Poesia do Dia das Mães

Clique aqui para ler outras poesias feitas especialmente para o Dia das Mães. Pensando no presente do Dia da Mães - Visite o Shopping Momento Ofertou!neste link


Fique informado! Clique aqui para ler notícias atualizadas.

"A Poesia em Conformidade com a Vida"  - Leia gratuitamente (AQUI)

Revertendo a laqueadura

Mudou de idéia sobre ter filhos? Veja como resolver essa situação

Imagine tomar uma decisão que pode mudar o rumo da sua vida, ou melhor, o rumo da vida de toda a sua família. Agora, imagine que sua vida mude de um dia para o outro e que você se arrependa dessa decisão. Muitas vezes não se pode voltar atrás, mas algumas escolhas podem ser refeitas. Felizmente, a medicina já consegue (pelo menos na maioria das vezes) reverter a laqueadura ou ligadura de trompas.

Optar pela esterilização feminina é um passo importante na vida de um casal, e deve ser muito bem pensado para que não haja arrependimento depois. "Quando a decisão da ligadura é tomada após o casal analisar as inúmeras possibilidades, que devem ser apresentadas pelo médico (término da relação, perda ou doença de filho etc.), o arrependimento tende a ser muito pequeno, daí a importância da informação ao casal. Optar por tal método por imposições de ordem financeira, pressão do cônjuge, instabilidade emocional, certamente ele…